sábado, 29 de agosto de 2015

Novo livro da série 'Millenium' chega com estrondo no mercado editorial

A sequência da série "Millennium" chega fazendo estrondo no mercado editorial internacional. Com números superlativos, o lançamento de "A Garota na Teia de Aranha" desafia recordes da indústria literária.

O volume quatro da série criada pelo sueco Stieg Larsson (1954-2004) foi produzido pelo jornalista David Lagercrantz, contratado pelos herdeiros do escritor. Como os demais, é estrelado pelos heróis da franquia: a jovem hacker Lisbeth Salander, que exibe nas costas um dragão tatuado, e o jornalista investigativo Mikael Blomkvist.

Usar um autor contratado para criar sequências de aventuras de personagens famosos não é novidade no mercado editorial. James Bond, por exemplo, já passou pela mão de diversos autores depois da morte de Ian Fleming.

Com sua trama cercada de mistério -não houve a costumeira distribuição prévia de originais para a crítica-, a sequência de "Millennium" será levada às prateleiras do mundo simultaneamente por 26 editoras, inclusive no Brasil, pela Companhia das Letras. Os direitos autorais foram vendidos para 43 editoras (45 idiomas). A tiragem inicial é de 2,7 milhões de exemplares em todo o mundo.

Desde o lançamento do primeiro volume, "Os Homens que Não Amavam as Mulheres", em 2005, "Millennium" já vendeu mais de 80 milhões de exemplares, publicado por 50 editoras no planeta. No Brasil, as vendas totalizam mais de 600 mil cópias, contabilizando os diversos formatos (impresso, digital, de bolso); o novo volume chega às livrarias do país com tiragem inicial de 50 mil exemplares.

Via: Folha de S. Paulo.
Read More

quinta-feira, 27 de agosto de 2015

Release Não Há Heróis

Livro: Não Há Heróis - Lições de Vida de Um Atirador da Tropa de Elite Americana 
Autor: Mark Owen com Kevin Maurer
Editora: Paralela

Depois do fenômeno de vendas Não há Dia Fácil, Mark Owen, ex-SEAL da Marinha Americana, escreve seu segundo livro, Não há Heróis, no qual conta as histórias que mais o marcaram em sua carreira, transformando-o no soldado e na pessoa que é hoje.

Não há Heróis é um relato mais pessoal. Owen relembra as histórias mais marcantes, vividas ao longo dos 13 anos em que ele serviu como SEAL, incluindo momentos-chave onde, no sucesso e no fracasso, ele passou a conhecer melhor seus colegas e a si próprio.

Tão repleto de ação quanto Não há Dia Fácil, com histórias que vão dos treinamentos ao campo de batalha, Não há Heróis traz ao leitor uma perspectiva interna das experiências e valores que fizeram com que Mark Owen e seus colegas fossem capazes de executar suas missões sem que elas sequer chegassem às manchetes.
Read More

quarta-feira, 26 de agosto de 2015

Convite das Editoras Zahar, Seguinte, Alfaguara e Universo dos Livros

Oi gente, tudo bem com vocês? Nesse post eu mostro os convites para eventos, lançamentos, palestras e entrevistas, promovidos pelas editoras ou autores.Vem ver:




Read More

terça-feira, 25 de agosto de 2015

Ler poesia é mais útil para o cérebro que livros de autoajuda, dizem cientistas

Um texto já publicado pela agência EFE, mas que poderia ser revisto, afinal estamos comentando sobre a velha história da análise crítica sobre Literatura tida como de qualidade e a Literatura tida como de entretenimento, e mais, auto-ajuda: a leitura de obras clássicas estimula a atividade cerebral e ainda pode ajudar pessoas com problemas emocionais, diz estudo.

Ler autores clássicos, como Shakespeare, Fernando Pessoa, William Wordsworth e T.S. Eliot, estimula a mente e a poesia pode ser mais eficaz em tratamentos do que os livros de autoajuda, segundo um estudo da Universidade de Liverpool.

Especialistas em ciência, psicologia e literatura inglesa da universidade monitoraram a atividade cerebral de 30 voluntários que leram primeiro trechos de textos clássicos e depois essas mesmas passagens traduzidas para a "linguagem coloquial".

Os resultados da pesquisa, antecipados pelo jornal britânico "Daily Telegraph", mostram que a atividade do cérebro "dispara" quando o leitor encontra palavras incomuns ou frases com uma estrutura semântica complexa, mas não reage quando esse mesmo conteúdo se expressa com fórmulas de uso cotidiano.

Esses estímulos se mantêm durante um tempo, potencializando a atenção do indivíduo, segundo o estudo, que utilizou textos de autores ingleses como Henry Vaughan, John Donne, Elizabeth Barrett Browning e Philip Larkin.

Os especialistas descobriram que a poesia "é mais útil que os livros de autoajuda", já que afeta o lado direito do cérebro, onde são armazenadas as lembranças autobiográficas, e ajuda a refletir sobre eles e entendê-los desde outra perspectiva.

"A poesia não é só uma questão de estilo. A descrição profunda de experiências acrescenta elementos emocionais e biográficos ao conhecimento cognitivo que já possuímos de nossas lembranças", explica o professor David, encarregado de apresentar o estudo.

Após o descobrimento, os especialistas buscam agora compreender como afetaram a atividade cerebral as contínuas revisões de alguns clássicos da literatura para adaptá-los à linguagem atual, caso das obras de Charles Dickens.

Via: Obvious
Read More

terça-feira, 18 de agosto de 2015

Tag: Skoob - Minha Estante Virtual


Oi gente querida, como andam suas vidas? A minha está muito corrida, meio estressante, com pouco tempo para postar no blog como eu queria, mas ok, estamos aí. Hahaha, enfim. Hoje é dia de postar uma Tag que eu nunca tinha visto e achei muito maneirinha, que vi lá no blog Pequena Schall, mas não sei quem criou (se você souber, comente). Ninguém me marcou (:/), mas decidi responder ela mesmo assim #SouDessas. Bora lá?

01. Quantos livros lidos você tem na sua aba LIDO no skoob?

698. Faltam só dois para 700 (uhuuul). Quando fiz a conta no Skoob marquei todos que li, apenas uns dois ou três que não estavam cadastrados, e claro devem ter cerca de 10 livros que li antes de fazer a conta que não marquei por que não lembro ou não encontrei.


02. Qual livro você está lendo?

São quatro na verdade: The Autobiography of Mrs. Tom Thumb, da Melanie Benjamin; Once Upon a Time - O Despertar, de Odette Beane; A Irmandade das Calças Viajantes, da Ann Brashares e 50 Tons de Liberdade, da E.L. James.

03. Quantos livros tem na sua aba VAI LER? (Agora é QUERO LER)

706. Mais ou menos a quantidade de livros que já li, pra ficar equilibrado hahaha. Mas estou dando prioridade para os livros que já tenho que ainda não li, mesmo tendo muitos na lista que tem na biblioteca da universidade.

04. Você está relendo algum livro? Qual é?

No momento não, estou dando atenção para os que ainda não conheço. Mas estou pensando em reler todos os da Jane Austen (são só 6) e O Hobbit.


05. Quantos livros você já abandonou? Quais são eles?

São 5: a biografia do Albert Einstein do Walter Isaacson; Roubando Vidas, do Michael Pye; a biografia do Michael Jakcson, do J. Randy Taraborelli; O Mundo de Sophia, da Jostein Gaardner, e Diários do Vampiro - O Anoitecer de L.J. Smith. Odeio deixar livros sem terminar, eu sigo na leitura só pra não deixar assim. Então, estes 5 eu devo tentar ler de novo para finalizar.


06. Quantas resenhas você tem cadastradas no skoob?

169 resenhas. Eu postava algumas partes das minhas resenhas do blog para divulgar, e adicionava o link no fim para quem quisesse conferir o texto completo. Ultimamente não estou tendo muito tempo para fazer isso, mas pretendo voltar.


07. Quantos livros avaliados você tem na sua lista?

Só 74. Gente eu sempre esqueço de avaliar os livros, só estou fazendo isto ultimamente e acho que a avaliação do Skoob não é muito justa, por que algumas pessoas não avaliam pelo que acharam do livro, e só por serem fãs de algum autor ou saga.


08. Na aba FAVORITOS, quantos livros você tem registrados? Cite alguns.

Tenho 10 livros na aba dos favoritos, que são aqueles livros que amo do fundo do meu coração e que vão durar para sempre na minha memória. Entre eles Orgulho e Preconceito, da Jane Austen; Cold Mountain, do Charles Frazier; O Centauro no Jardim, do Moacir Scliar e O Retrato de Dorian Gray, do Oscar Wilde.

09. Quantos livros você tem na aba TENHO?

Está marcando 353, mas tem vários faltando. Sei disso porque há alguns meses quando movi minhas estantes contei cerca de 480. Desde então já devo ter adquirido mais uns 30, então esta aba está certamente desatualizada.

10. Quantos livros você tem nos DESEJADOS?
65. Eu fico olhando sites como o Submarino e a Saraiva e cada vez acho mais livros em promoção, então esta aba me ajuda a comprar conscientemente o que mais quero que está na lista. 


11. Quantos livros emprestados no momento? Quais?

Marcando nenhum, mas tenho uns 4 livros emprestados com amigos e parentes. Infelizmente sei que alguns nunca mais vão voltar, porque já estão há muito tempo sem dar sinal de vida. :(


12. Você quer trocar algum livro? Quais são?

No momento nenhum. Descobri depois de algumas experiências que as trocas no Skoob não são muito vantajosas para mim por que o gasto com frete é muito grande. Se não quiser mais algum livro prefiro dar para alguém ou trocar no sebo da minha cidade.


13. Na aba META, quantos livros você tem marcados? Cumpriu essa meta?

Não criei nenhuma meta, por que com o trabalho e a faculdade é muito complicado arrumar tempo para as minhas leituras. Estou esperando a minha formatura para me dedicar mais ativamente aos meus livros e daí sim, pretendo colocar uma meta nas leituras.

14. Qual é o número no teu paginômetro?

152.735. E tenho muito orgulho deste numerozinho. São mais de 150 mil páginas gente, quando penso nesse número acho impossível que eu já tenha lido tudo isso, mas é verdade.


15. Qual o link do teu perfil do Skoob?

https://www.skoob.com.br/usuario/155844
Podem me adicionar e me seguir que eu aceito e sigo de volta! :)

Espero que gostem da tag, de alguém fizer me avisa e conta que viu por aqui! :*
Read More

terça-feira, 11 de agosto de 2015

Coluna no Jornal Gazeta do Sul - Lançamentos do Mês

Oi gente, tudo certo por aí? Faz algum tempo que não posto minhas colunas do jornal por aqui, mas elas continuam saindo! hahaha A da semana passada foi pra mostrar alguns lançamentos, então aí vai:


LANÇAMENTOS DO MÊS
A Rainha Vermelha, de Victoria Aveyard (Editora Seguinte): Mare Barrow é uma jovem de sangue vermelho, diferente da elite de seu país de sangue prateado, ela é pobre e luta para sobreviver. Ao conseguir um emprego no palácio, ela descobre ter um grande poder, que vai mudar sua vida e colocá-la no meio de grandes intrigas entre príncipes.

O Gigante Enterrado, de Kazuo Ishiguro (Editora Companhia das Letras): Épico fantástico sobre o amor, a guerra e a memória. Em um local devastado pelo conflito, e onde ameaças espreitam a população sobrevivente, um casal parte em uma jornada em busca de seu filho, e terá seu amor posto à prova.

Segredos de Uma Noite de Verão, de Lisa Kleypas (Editora Arqueiro): Primeiro da série As Quatro Estações do Amor, onde quatro amigas rejeitadas pela sociedade londrina se unem para encontrar casamentos vantajosos para todas do grupo. Annabelle é a primeira a encontrar um pretendente, mas as intenções dele podem não ser bem o que ela espera.

Beleza Perdida, de Amy Harmon (Editora Verus): Nesta releitura do clássico a Bela e a Fera, o jovem e belo Ambrose Young retorna da guerra com uma série de perdas: de amizade, de vidas, de identidade e de beleza. Fern Taylor se apaixona por este guerreiro ferido, mas a amizade e o heroísmo devem superar o que foi perdido, e toda a tristeza e sofrimento que ele passou.

Mais vendidos em Santa Cruz do Sul*.
1 – A Garota do Penhasco – Lucinda Riley (Editora Novo Conceito)
2 – Para Sempre Alice – Lisa Genova (Editora Nova Fronteira)
3 – Primeiro e Único – Emily Giffin (Editora Novo Conceito)
4 – Cidades de Papel – John Green (Editora Intrínseca)
5 – Correr – Dráuzio Varella (Editora Companhia das Letras)

*Lista elaborada com base nas vendas das principais livrarias da cidade.
Read More

segunda-feira, 10 de agosto de 2015

Release A Garota Gotic e o Fantasma de um Rato

Livro:  A Garota Gotic e o Fantasma de um Rato
Autor: Chris Riddell
Editora: Galera Junior

O livro  conta a história da solitária Ada Gotic, filha única de um milionário excêntrico. Ada precisa solucionar um mistério que ronda a mansão onde vive, e conta com a improvável ajuda de um rato. O livro reúne mistério, humor, amizade e aventura em uma edição maravilhosa com as inconfundíveis e elaboradas ilustrações de Chris Riddell.
Read More

Primeiras Impressões: Dez Coisas que Aprendi Sobre o Amor



A Editora Novo Conceito novamente liberou uma prova (como aconteceu com A Playlist de Hayden) do lançamento Dez Coisas que Aprendi Sobre o Amor, primeiro livro da autora Sarah Butler. A história que se passa em Londres, na Inglaterra nos apresenta dois personagens principais.

Alice é uma alma livre, que ama viajar e que tem vários problemas com o seu passado, como a estranha morte de sua mãe em um acidente de carro misterioso, e uma relação conturbada com o pai. Quando a conhecemos, ela está voltando para casa de uma viagem à Mongólia, e veio às pressas depois que suas irmãs a avisaram de que seu pai está com câncer no pâncreas.

Os capítulos da história são bem curtos e intercalados, entre Alice e Daniel. Ele, mora na rua e sonha em encontrar a filha que nunca conheceu. O primeiro contato do leitor com ele é quando ele está procurando atendimento médico. Sua rotina é vagar pelas ruas da cidade, procurando lugares calmos e longe da polícia para ficar.

O modo como a autora conta a história é muito interessante, o relato dos personagens é direto e sem filtros, uma sequência de fatos como se alguém estivesse lendo pensamentos, eles aparecem numa sequência e misturam cenas do passado e acontecimentos do presente.

Por enquanto só li uma prova do que vem por aí, e gostei bastante da história e do estilo da autora. Mas confesso que estou morrendo de curiosidade para saber o que vem em seguida, será que Daniel e Alice vão se encontrar? E se sim, como isso vai acontecer? Os dois vão encontrar o que estão procurando e ser felizes depois de sofrer tanto?

Quero ver como esse amor do título vai ser colocado na vida de dois personagens passando por um momento tão difícil, pessoas que parecem tão amarguradas e que com certeza merecem o tipo de final feliz que só a boa ficção pode entregar.
 

10 coisas que eu sei sobre o amor:
1. Ele dá sentido à existência.
2. Ele é cego e bobo.
3. Ele é uma das coisas que mais vai te machucar, mas vale cada minuto.
4. É a musa que vai te inspirar a escrever, cantar, desenhar.
5. Pode estar em qualquer lugar, e onde você menos espera.
6. Você nunca vai se sentir completo sem ele.
7. Não é só romântico, é válido em todas as formas, com a família, os amigos, os bichos, os livros. :)
8. Não existe sem confiança.
9. Pode acabar sem explicação ou motivo aparente.
10. É um dos sentimentos mais inexplicáveis e sublimes.
Read More

domingo, 9 de agosto de 2015

Booktrailer de Domingo #44

O booktrailer de domingo é um espaço para mostrar o que as editoras estão produzindo de legal em material audiovisual para divulgar os seus lançamentos. O livro de hoje é Alif - O Invisível, de G. Willow Wilson e publicado no Brasil pela Editora Rocco. O livro é uma fantasia,  parece ser muito interessante, vem ver:

Read More

sábado, 8 de agosto de 2015

5 lançamentos do gênero romance

Livro: Um Amor Escandaloso
Autora: Meg Cabot
Editora: Record

Quando Kate Mayhew é contratada como dama de companhia de Isabel, filha de Burke Traherne, o marquês de Wingate se vê numa situação complicada. Por um lado, tem consciência de que a Srta. Mayhew é exatamente o que a jovem precisa, mas, ao admiti-la em sua casa, o marquês é obrigado a controlar a atração que sente pela moça. O grande inconveniente é que o cargo que ela ocupa a impede de se tornar uma de suas amantes. E Burke vive sobre o juramento de nunca mais se casar, depois de ter flagrado a ex-esposa num ato de traição.

Livro: Um Poema para Bárbara
Autora: Mônica Sifuentes
Editora: Gutenberg

Eram meados de 1776 em São João Del Rei, Minas Gerais, quando o novo ouvidor da comarca chegou à cidade vindo de Portugal. As solteiras compareceram ao sarau preparado para recepcioná-lo, e estavam todas muito entusiasmadas com o bom partido para casar, mas não Bárbara Eliodora, justamente a moça pela qual o jovem magistrado José Inácio de Alvarenga Peixoto encantou-se. Ela estava mais interessada em escrever seus poemas e em pensar sobre suas ideias um tanto avançadas para a época. Aos poucos, porém, o convívio fez brotar uma intensa paixão, e o casal descobriu ter muito mais em comum do que imaginava
Livro: Meu Romeu - Starcrossed #1
Autora: Leisa Rayven
Editora: Globo Livros

Cassie está prestes a realizar o grande sonho: estrelar um espetáculo na Broadway. O que ela não esperava era ter que enfrentar o reencontro com o ex-namorado, que será novamente protagonista ao seu lado, em uma peça cheia de romance e cenas quentes. Trabalhar com Ethan traz o passado à tona, e lembra a Cassie que o que existe entre eles vai muito além de simples química.

Livro: Eu Odeio te Amar
Autora: Liliane Prata
Editora: Gutenberg

Débora estava prestes a viver o dia mais feliz de sua vida. Tudo estava pronto para o casamento perfeito com Felipe, o noivo mais lindo e fofo que alguém poderia ter. Seria o começo de uma nova etapa de uma vida com a qual ela sempre sonhou. Na véspera da cerimônia, o noivo precisou ficar até mais tarde no escritório para resolver as últimas pendências, e ela resolveu fazer uma surpresa e aparecer sem avisar. Mas quem foi surpreendida foi ela: pegou Felipe em flagrante com a irmã do sócio, na situação mais comprometedora possível.  

Livro: Uma Noite Para se Entregar - Spindle Cove #1
Autora: Tessa Dare
Editora: Gutenberg

Spindle Cove é o destino de certos tipos de jovens mulheres: bem-nascidas e tímidas, que não se adaptaram ao casamento. Susanna Finch é a anfitriã da vila. Ela lidera as jovens que lá vivem, defendendo-as com unhas e dentes, pois tem o compromisso de transformá-las em grandes mulheres descobrindo e desenvolvendo seus talentos. O lugar é bastante pacato, até o dia em que chega o tenente-coronel do Exército Britânico, Victor Bramwell. O forte homem viu sua vida despedaçar-se quando uma bala de chumbo atravessou seu joelho enquanto defendia a Inglaterra na guerra contra Napoleão. Ele deseja seu comando de volta, mas em vez disso, ganha um título não solicitado de lorde, um castelo que não queria, e a missão de reunir doze homens da região, equipá-los, armá-los e treiná-los para estabelecer uma milícia respeitável.
Susanna não quer aquele homem invadindo sua tranquila vida, mas Bramwell não está disposto a desistir de conseguir o que deseja. Então os dois se preparam para se enfrentar e iniciar uma intensa batalha! O que ambos não imaginam é que a mesma força que os repele pode se transformar em uma atração incontrolável.
Read More

sexta-feira, 7 de agosto de 2015

Música de Sexta - Pearl Jam

Música de Sexta é uma sessão semanal para mostrar algumas dicas musicais. A dica de hoje á uma banda grunge dos anos 1990, mas que sobrevive até hoje sem perder em qualidade e encabeçada pelo muso dos nossos dias Eddie Vedder: Pearl Jam. Não vou nem ficar falando muito porque quem conhece sabe que é maravilhoso, e quem não conhece é só assistir esse vídeo aqui em baixo e conferir: 1-esse cabelo; 2-essa voz; 3-essa música; 4-essa letra; 5-esse feeling. Depois a gente conversa.



Um bom finde pra vocês!
Read More

quinta-feira, 6 de agosto de 2015

O Grande Gatsby

de F. Scott Fitzgerald (Editora Abril)

Um dos livros mais famosos e mais lidos de todos os tempos, favorito de muita gente, O Grande Gatsby conta a história de Nick Carraway, jovem rico e aspirante a escritor do centro dos Estados Unidos, que na década de 20 vai morar  sozinho em Long Island e fica surpreso com a movimentação de sua vizinhança. O narrador da história descobre que as festas constantes são obra de seu vizinho Jay Gatsby, um jovem milionário que adora dar reuniões suntuosas a que comparecem pessoas que vem da região e de toda Nova York. Quem é convidado ou não, não faz diferença, todos aparecem para estas festas épicas da mesma maneira, e toda a sociedade da cidade só fala destes encontros.

Nick é um jovem tímido, e por sua natureza introspectiva e observadora, acaba sendo visto por todos ao seu redor como alguém confiável. Desta forma ele sempre se vê no meio de segredos de outras pessoas que precisa guardar. Como o  de que seu amigo Tom Buchanan é amante de uma mulher casada da cidade, e que a mulher de Tom, sua prima Daisy, teve um passado com Gatsby que terminou de maneira abrupta. 


O jovem é varrido para esse mundo de intrigas e mistérios, onde nem todos são quem parecem. Após receber seu primeiro convite para uma das festas de Gatsby, ele é surpreendido pela opulência da casa e da fortuna de seu vizinho, que tem uma vida e um passado que ninguém conhece com certeza. Nos corredores de sua própria casa, os sussurros falam sobre um passado militar, uma herança de família do meio oeste, além de um assassinato cometido. Mas o que é real de tudo isso, e a origem da fortuna de Jay, Nick ainda deverá descobrir.

Gatsby é um personagem muito complexo, ele é de muitas maneiras apaixonante, e obstinado. Mas também existe uma característica sombria que paira sobre os mistérios de sua vida que não deixam o leitor satisfeito enquanto não chega o fim da leitura, por momentos ele é pedante e fastidioso, mas é um excelente personagem título.

Desta maneira, a dualidade entre o humilde Nick e o grandioso Gatsby mostra a singular amizade que se forma entre estes dois personagens que parecem ter tão pouco em comum, mas que compartilham a consciência de viver em uma sociedade que preza o luxo, a riqueza e a diversão acima de tudo.


O livro evoca toda a riqueza, luxo e ostentação da década de 1920, as festas regadas a champagne e a vida que era aproveitada a cada momento, depois de todos os sofrimentos vistos e vividos durante a Primeira Guerra Mundial. Esse sentimento impera em todos os momentos da narrativa, a de que é importante aproveitar o momento, por que ele vai se perder e o arrependimento será doloroso.

A narrativa de Fitzgerald começa um pouco devagar, se leva alguns momentos para capturar a essência da história e daí perceber aonde ele leva o leitor. Existem muitas camadas sobre este livro que somente uma segunda e uma terceira leitura vão revelar. Apesar de não ser extenso, tem em média 200 páginas dependendo da edição, há muito a ser compreendido. Eu vejo muita simbologia e significação em cenas e atitudes, e espero no futuro reencontrar estes personagens com mais experiência de vida e novos olhos, para ter uma narrativa nova diante de meus olhos.

Sobre a edição, a minha foi comprada em sebo, e custou bem baratinho. Apesar de estar conservada, é uma edição antiga e que tem alguns problemas de tradução, então se fosse sugerir, diria para quem deseja adquirir um exemplar que compre uma das edições mais recentes, como a da L&PM, Penguin - Companhia das Letras, Leya ou Tordesilhas. Não conheço essas traduções, mas suponho que por serem recentes devem ser melhores do que a do meu livro que é velhinho.

O livro foi transformado em filme cinco vezes (!), mas as adaptações mais famosas são a de 1974 com Robert Redford e Mia Farrow e a mais recente, de 2013, dirigida por Baz Luhrman (de Moulin Rouge e Austrália). No longa mais novo, Gatsby é vivido por Leonardo DiCaprio, Daisy por Carey Mulligan e Nick é interpretado por Tobey Maguire. 

Consegui terminar a leitura antes de assistir qualquer versão para o cinema e fico feliz que tenha esperado. Sou uma grande fã do estilo visual marcante e poderoso de Baz Luhrman e estava curiosa para conferir as atuações. Acho que a narrativa do filme no geral foi bem fiel ao livro, divergindo apenas em alguns momentos que são menos significativos. Gostei de ver momentos marcantes como a luz verde vista do outro lado da baía que é tão falada no romance. (Deixa pra quem leu, quando você ler, você entenderá).

Apesar de ser uma história tão conhecida e tão explorado, consegui ser surpreendida pela força de O Grande Gatsby. Um livro rico de tantas maneiras que as barreiras de uma resenha não seriam suficientes para descrever. Acho que somente a leitura dedicada pode mostrar com clareza o que é a experiência de entrar em contato com esta história clássica e que marcou gerações.

Confira o trailer do filme:
Read More

quarta-feira, 5 de agosto de 2015

Convites das Editoras Companhia das Letras, Gutenberg e Arqueiro

Oi galerinha marota, como estão vocês? De volta às aulas? Eu sim. :( haha Nesse post eu mostro os convites para eventos, lançamentos, palestras e entrevistas, promovidos pelas editoras ou autores. Cata:




Read More

Série: Sense8


O Netflix vem investindo pesado em suas produções originais, e depois do grande sucesso de House of Cards e Orange is The New Black, e da produção grandiosa de Marco Polo, o streaming lança aquela que pode vir a ser um de seus maiores sucessos. 

Sense8 conta a história de oito pessoas ao redor do globo que não se conhecem, mas que são conectadas através dos sentidos. Os sensates, como são chamados, começam a despertar para sua conexão após a morte misteriosa de uma mulher. 

Capheus é um querido :)
A série é meio difícil de definir, só mesmo assistindo para entender a ampla gama de assuntos que são abordados e como eles são todos tratados com destaque. Essa série tem um tipo de construção de narrativa que raramente se viu, principalmente pelo fato dos personagens estarem as vezes em dois lugares ao mesmo tempo.
Riley gótica das trevas
Um ator mexicano que esconde sua homossexualidade, um policial americano em dilema profissional, uma DJ Islandesa vivendo em Londres, um arrombador de cofres alemão planejando um grande golpe, uma farmacêutica indiana com um casamento marcado indesejado, um motorista de van queniano tentando salvar a mãe doente, uma transexual de São Francisco fugindo da justiça e uma executiva coreana perita em artes marciais. Pessoas tão diferentes, com vidas que tem poucas similaridades, mas todos conectados pelos sentidos, e pelas visões uns dos outros. 
Nomi é vivida pela transexual Jamie Clayton
Nesse ponto cada um precisa enfrentar seu passo tumultuado (como o de todos nós), ao mesmo tempo em que lidam com as dualidades da vida atual, com o bônus de se intrometer na vida de outras pessoas constantemente, ou ter sua rotina visitada por um dos estranhos que compartilham este dom/maldição. 
Atual casal favorito da ficção: Linando <3
Tudo se complica quando cada um tem a vida colocada em risco, e precisa da ajuda de seus companheiros para se salvar, compartilhando os talentos, memórias e habilidades uns dos outros, os sensates começam a criar uma forte ligação, que poderá ajudar a salvá-los de uma organização que vem os caçando. A trama é confusa, mas aos poucos as peças vão se encaixando, na busca de cada pessoa por sua identidade.


SUCESSO - A série criada pelos irmãos Andy e Lana Wachowski (de Matrix, A Viagem e V de Vingança) começa muito bem, e termina de forma espetacular. Os 12 episódios estão disponíveis no Netflix desde a sexta-feira, 5, e não permitem interrupções, a partir do quarto episódio as coisas esquentam e é impossível desconectar da história antes de saber o desfecho. O sucesso em menos de uma semana é tão grande que a série já conta com mais de 500 mil downloads ilegais. 
O bom é que a galera se ajuda
Com locações ao redor do mundo e elenco multiétnico, a série tem visual caprichado, com uma montagem que dá o tom exato para que o espectador compreenda como os personagens são ligados. Apesar de os atores principais não serem nomes muito conhecidos do público, as atuações são impecáveis e viscerais. Destaque para a trilha sonora variada, e para o humor inesperado que surge em vários trechos, arrancando risos de uma produção que seria considerada exclusivamente séria, por tratar de ficção e suspense. 

Vem ver quem são os personagens:
Lito  Rodriguez: vivido pelo ator Miguel Ángel Silvestre, é um ator de novelas e filmes de ação, muito conhecido no México. No entanto, ele esconde de todos o fato de ser homossexual, o que o impediria de conseguir os papéis que deseja. Essa coisa de não sair do armário acaba o colocando em conflito com seu amor, Hernando (papel do muso e ex-RBD Alfonso Herrera, o Poncho. Queria dizer que esse casal é meu OTP e também que Lito é o personagem mais engraçado da série, ele tem tiradas de arrancar gargalhadas, e mesmo assim tem momentos dramáticos belos e mocionantes.

Riley Blue: papel da atriz Tuppence Middleton, é uma DJ da Islândia que está vivendo em Londres, e apesar de fazer sucesso na sua profissão anda com um pessoal meio barra pesada. Ela teme voltar para casa por ter lembranças muito dolorosas. Os fãs da série brincam que ela é a gótica infeliz do elenco, além de que está sempre numa vibe "queria estar morta".

Capheus Van Damme: papel de Aml Ameen, é um motorista de van do Quênia, que tenta conseguir dinheiro para os medicamentos de sua mãe, que está muito doente. Ele tem uma alma doce apesar das dificuldades de sua rotina, e um vício não muito saudável em filmes do Van Damme. Os seus "encontros" com os outros sensates sempre são interessantes e divertidos.

Sun Bak: personagem da atriz Doona Bae, é uma grande executiva coreana, mas ela descobre que seu irmão vem desviando recursos da empresa e seu pai a aconselha a tomar a culpa para si para salvar a empresa. Sun é uma especialista em artes marciais, e secretamente usa as suas habilidades para participar de lutas clandestinas no submundo de Seul. Ela ajuda todo mundo, só quero que essa mulher seja feliz.

Nomi Marks: vivida pela atriz Jamie Clayton, é uma hacker e blogueira, que é a primeira visada pela organização que caça os sensates. A transexual costumava se chamar Michael, e sua família não aceita seu gênero e seu namoro com Amanita. O casal tem uma história linda e se tornou um dos mais amados por quem já viu a série.

Kala Dandekar: interpretada pela atriz Tina Desai, é uma farmacêutica indiana, uma mulher da ciência que não tem sua fé abalada, e pede aos deuses aconselhamento. Seu chefe, um homem rico e um excelente partido a pediu em casamento, e ela aceitou para agradar sua família, no entanto ela se vê sempre em dúvida, já que não ama Rajan, apesar de suas inúmeras qualidades. Kala se liga especialmente com Wolfgang, e os dois tem cenas muito engraçadas juntos. Eu sou #KalaGang

Wolfgang Bogdanow: vivido pelo muso da minha vida Max Riemelt é um especialista em roubar cofres, como seu pai foi. Aliás, o pai sempre foi uma figura nociva em sua vida, sendo agressivo desde sua infância. Suas relações são com o amigo Félix, com quem mantém legalmente a profissão de chaveiro, e com o tio e primo, que também visam os mesmos cofres que ele pretende roubar. O personagem é um dos mais complexos da série, e um dos menos coloridos, já que todo mundo tem mais felicidade que o pobre Wolfie.

Will Gorski: personagem do ator Brian J. Smith, é um policial da cidade de Chicago. Ele investiga na cidade a morte da mulher que deu origem aos sensates, assim como Jonas, um homem suspeito e misterioso que parece saber tudo sobre eles. Ele precisa lidar com estas mudanças escondendo tudo de seu parceiro policial Diego Morales, e passa a sentir grande atração pela sensate Riley. Will também tem muitos problemas com o pai, que também era policial.

http://sense8.tumblr.com/post/124000527501/pepitaagrilla-sense-8-characters


Olha amigos, o que posso dizer pra vocês é que assistam. Essa é a típica série ou ama ou odeia, ninguém vai ficar em cima do muro depois de assistir Sense8, mas digo pra vocês que todo mundo que vi falar mal até agora é porque não terminou de ver a temporada. 

Lito divando Matrix style
Os Wachowskis são geniais, eles só erram quando não conseguem desenvolver suas ideias com perfeição, e é exatamente isso que acontece com Sense8. A série, por ter 10 episódios, tem tempo de desenvolver uma narrativa que foi construída toda intrincada. O que num filme seria impossível, eles conseguem mostrar vários lados de uma quantidade muito grande de protagonistas e mesmo assim fazer tudo ter sentido.

Uma foto publicada por Paola Severo (@paola.severo.71) em


Pessoalmente me apaixonei quando assisti o trailer e assim que liberou fui correndo para ver. Eu cheguei a escrever essa resenha para o jornal em que trabalho, mas sabia que teria que adicionar várias coisas que deixei de fora quando colocasse no blog.
 
"Levanta aí tchê"

Inclusive uma das partes que chamou a atenção de todos que viram e que chocou a tradicional família brasileira são as cenas de sexo, que são muito boas. Tem casal, tem mulher com mulher, homem com homem, suruba mental, poliamor, sabe Sense8 foi feita para agradar. Bicha, a senhora é destruidora mesmo hein Netflix.
 
Essa cena já é um clássico instantâneo

Se você quer ter uma ideia de como as pessoas se conectam na série, e entender o porque de todo esse auê, e não se importar de ver uma cena do meio da série que pode ter uns spoiler, eu sugiro que você veja a cena em que todos cantam a música What's Up, do 4 Non Blondes. Se você já viu a série, vale a pena rever também, tem no Youtube aqui.

Como a maioria das produções recentes do streaming, Sense8 é multigênero, misturando romance e aventura em doses iguais, dosando a adrenalina dos tiroteios e perseguições com a emoção de diálogos bem construídos e cenas tocantes, assim como uma forte dose de sexualidade. A segunda temporada ainda não foi confirmada, mas deve acontecer, prepare o sofá que a maratona está te esperando. 

Confira o trailer da série:



Siga Sense8 nas redes:
Twitter
Facebook
Instagram
Tumblr

-Me contem o que acharam do mega post! haha 
-Perdão pelos milhares de gifs, fotos e posts, mas eu precisava.
-E lembrem que esta série tem censura 18 anos, viu? 
Read More

terça-feira, 4 de agosto de 2015

Release Galveston

Livro: Galveston
Autor: Nic Pizzolatto
Editora: Intrínseca

No mesmo dia em que é diagnosticado com uma doença terminal, Roy Cady pressente que o chefe, um agiota e dono de bar que é o mandachuva em Nova Orleans, quer vê-lo morto. Conhecido entre os membros da gangue pelo nada afetuoso apelido de Big Country, por causa do cabelo comprido e das botas de caubói, Roy desconfia de que o serviço de rotina para o qual foi enviado possa ser uma emboscada. E de fato é. Mas consegue inverter os papéis e, após um banho de sangue, escapa ileso. Além de Roy, só há mais uma pessoa viva no local, uma mulher, e num ato impensado ele aponta uma arma para a cabeça dela e a leva consigo na fuga em direção à cidade de Galveston - uma decisão imprudente e sem volta. A mulher, uma prostituta de 18 anos chamada Rocky, é jovem demais, durona demais, sexy demais - e certamente trará para Roy problemas demais.

Ainda não li nada do autor, mas essa sinopse, e sabe que ele escreveu True Detective já vale um voto de confiança. :)

Read More

Conteúdo Relacionado

© 2011 Uma Leitora, AllRightsReserved.

Designed by ScreenWritersArena