sexta-feira, 29 de julho de 2011

Música de Sexta - U2

Uma das minhas bandas favoritas, U2, com uma de suas melhores músicas e que é pouco conhecida, Running to Stand Still. Este vídeo faz parte do filme Rattle and Hum que mostra uma turnê da banda pelos EUA.
Bom final de Semana pra vocês!

Read More

quinta-feira, 28 de julho de 2011

Isaac Newton e sua Maçã

de Kjartan Poskitt (Editora Cia. das Letras)


Mais um livro da coleção mortos de fama, que eu adoro. O livro conta a vida do físico, matemático, astrônomo, teólogo, alquimista, e filósofo (ufa!) inglês, nascido em 1643. Newton teve uma vida toda dedicado aos seus estudos e pesquisas, e muito do que sabemos hoje quando se trata de ótica e física vem de suas teorias e concepções. 
Esta é uma ótima biografia e como todas da coleção fala de maneira irreverente sobre a vida de uma grande personalidade. é muito interessante conhecer dados que as biografias mais "sérias" não expõem como o fato de que para estudar a luz do sol Newton ficou um dia inteiro olhando diretamente para o sol e quase ficou cego! O livro ainda fala de algumas fofocas da época e da rivalidade de Newton com Hooke outro ilustre da época. Não é exagero dizer que Isaac Newton era um gênio,. tudo o que ele realizou ainda é usado hoje, ou vai dizer que você não lembra das leis de Newton que aprendemos na escola? E com certeza este livro não lembra nem um pouco a chatisse da matéria.
Leituta rápida, divertida e que traz muito conhecimento!
Read More

Entrevista com a Autora - Darien Gee

Já contei pra vocês que fiquei em segundo lugar no concurso de resenhas do livro O Pão da Amizade. Entrei em contato com a autora e consegui uma entrevista exclusiva para o Uma Leitora! Perguntas e respostas abaixo:

1. Quem é Darien?
Eu sou uma esposa e mãe de três filhos (idades 10, 5 e 3 anos). Eu sempre me vi como uma escritora e estava esperançosa de que um dia eu seria publicada, então me sinto muito sortuda de estar fazendo algo que eu amo. Eu me considero uma pessoa criativa e tenho muitos interesses, algo que é muito útil se você for um escritor! É tudo sobre explorar, sobre querer saber mais sobre nós mesmos e o mundo em que vivemos.

2. Você sempre quis ser escritora? Teve outras ocupações?
Eu escrevo desde que eu tinha oito ou nove anos, mas eu não tive a coragem de persegui-lo de todo coração até ter  trinta e poucos anos. Eu estudei ciência política na universidade e eu tenho trabalhado como consultora de gestão nas áreas de impostos, finanças e negócios. Também fui diretora de um centro de retiro sem fins lucrativos, no Havaí, a diretora de conteúdo do site para sephora.com, entre outras coisas. Eu acho que como a maioria dos escritores que tiveram um fundo muito eclético e como tentar coisas diferentes. Eu sou uma empreendedora no coração! 

3. Quanto tempo você levou para escrever "O Pão da Amizade", e de onde veio sua inspiração? 
 Levei cerca de cinco semanas para escrever o primeiro rascunho, depois um ano para obtê-lo em sua forma final. A idéia do livro surgiu quando minha filha de 8 anos trouxe para casa um saco de massa do Pão da Amizade Amish. Eu não queria fazer o pão, mas depois eu tentei e sabia que tinha de preparé-lo. Eu tive uma visão de uma mulher olhando para o saco com relutância, um pouco como eu, e comecei a escrever naquela noite.  

4. Você teve alguma dificuldade para publicar o seu livro?
Eu tive sorte - eu publiquei três livros sob o pseudônimo de Mia King, por isso deu-me alguma experiência com o mundo editorial. Eu também fui abençoada com uma agente literária maravilhosa, que você precisa nos EUA se  quiser ser publicado em ficção. O livro vendeu em um leilão cerca de um ano depois que eu havia escrito para a Random House nos EUA e cerca de 10 outros editores em todo o mundo, incluindo Leya no Brasil adquiriram seus direitos.   

5.O que você diria para alguém que quer ser escritor?
Tenho dicas para aspirantes a autores no meu site aqui: http://www.friendshipbreadkitchen.com/book/darienUse o Google Translate para ajudar a lê-lo em Português. Mas o meu conselho a todos os escritores que aspiram a ser publicado é (1) terminar o seu romance, (2) trabalhar duro para editar ou revisar seu romance você mesmo, e (3) tratar a escrita como um negócio ou carreira. Em outras palavras, levá-la muito a sério, ser profissional, fazer a sua investigação quando se trata de procurar um agente literário ou editor. Tratar isso como sério, como faria com qualquer trabalho - ainda mais assim, porque se você tiver sorte o suficiente para ser pago para fazer algo que você ama, é uma coisa preciosa. 
  
6.Qual seu livro ou autor favorito?
Eu tenho um monte de autores e escritores favoritos, mas um dos meus favoritos de todos os tempos é Gabriel Garcia Marquez. 

7. Planos para o futuro, novos livros a caminho?
Eu estou trabalhando na continuação de "O Pão da Amizade? agora, e também o meu próximo livro escrito como Mia King. 

Eu gostaria de agradecer de todo o coração a paciência da Darien com o meu inglês e as suas tentativas de falar português! Ela foi absolutamente gentil em aceitar a entrevista!

Para ler e minha resenha de O Pão da Amizade: aqui.
Perfil da Darien Gee no Skoob: aqui.
Website da autora: aqui.
Read More

quarta-feira, 27 de julho de 2011

Parceria Editora Leitura

Mais uma parceria que o blog fechou, desta vez com a Editora Leitura, que vou apresentar para vocês aqui neste post.

A Editora Leitura, fundada em 1994, deu seus primeiros passos lançando clássicos da literatura infantil e livros interativos cartonados, escolhidos criteriosamente nas maiores feiras internacionais de livros infantis que apontam as tendências da literatura no mundo e a evolução do mercado editorial. Assim, trilhamos novos caminhos e avançamos, com reconhecido sucesso, em dois outros segmentos editoriais. O primeiro, um resgaste da cultura popular – abordando manifestações folclóricas, culturais e culinária; jogos e brincadeiras; provérbios e parábolas. O segundo segmento é o de desenvolvimento humano – que abrange temas como autoconhecimento, comportamento, saúde e espiritualidade. A Editora Leitura pode ser considerada muito jovem se comparada à editoras estabelecidas há anos no mercado, mas, ao longo desses 12 anos, conquistamos o respeito de inúmeros leitores, distribuidores e livreiros, ocupando um espaço valioso no mercado editorial brasileiro, acreditando sempre na idéia de que os livros abrem novas perspectivas de entendimento do mundo, que cada palavra escrita acrescenta significados diversos, e que essa interação – autor/obra/leitor - é transformadora.

Alguns livros da editora:

 


 
Read More

Porque gostamos tanto de ler?

"Quando lemos e escrevemos nós nos tornamos super-heróis, estrelas do esporte, sereias, anjos, adultos, e criaturas loucas."

Read More

terça-feira, 26 de julho de 2011

Selinhos que ganhei

Ganhei dois selinhos!Este primeiro veio da Ana Nonato do blog Seis Milênios. Obrigada!
As regrinhas para esse selinho são:
# Indicar quem te presenteou: Já citado anteriormente.
# Responder o questionário:

1. Existe um livro que tu lerias e relerias várias vezes?
Vários! Orgulho e Preconceito, Osenhor dos Anéis (contando com um só), Alice no País das Maravilhas, Montanha Gelada.

2.Existe algum livro que começaste a ler, paraste, recomeçaste, tentaste e tentaste e nunca conseguiste ler até ao fim?
Não, só alguns que comecei e não terminei como O Mundo de Sophia.

3. Se escolhesses um livro para ler para o resto da tua vida, qual seria ele?
Montanha Gelada, do Charles Frazier. Esse é um livro poético que apesar de retratar um soldado na guerra e sua amada que o espera em meio a muito trabalho e desespero, me traz sempre um certo conforto. Costumo abrir ele em qualquer página e ler um pouco, e sempre me sinto bem!

4. Que livro gostaria de ter lido, mas que, por algum motivo, nunca leste?
O Conde de Monte Cristo e Jane Eyre, são dois que quero muito ler e ou não acho edição deles nas biblios ou não passo na frente da fila de leitura!

5. Que livro leste cuja 'cena final' jamais conseguiste esquecer? Pode ser de raiva?
Os Caminhos da Lembrança, do Robert James Waller. É  a sequência de As Pontes de Madison, e você já sabe o que vai acontecer no fim, mas dá uma decepção desgraçada quando acontece! Chorei um rio no fim desse livro (dos dois aliás).

6. Tinhas o hábito de ler quando era criança? Se lia, qual era o tipo de leitura?
Sim, comecei com os gibis (principalmente do Maurício de Souza, mas outros tbm).

7. Qual o livro que achaste 'chato' mas ainda assim o leste até ao fim? Por quê?
A Arte de Escrever, do Schopenhauer. é um pouco maçante porque é só teoria e os pensamentos do autor, mas terminei porque valia a pena pela partes interessantes e citações.

8. Indica alguns dos teus livros preferidos.
Senhos dos Anéis, Orgulho e Preconceito, O Retrato de Dorian Gray, Alice no Pais das Maravilhas, Montanha Gelada, O Morro dos Ventos Uivantes, As Brumas de Avalon, Eragon, Romeu e Julieta, Carrie, a estranha, Os Sete, Spartacus, V de Vingança, Watchmen. São muitos!

9. Que livro está a ler neste momento?
Reparação, Ian McEwan.

# Escolher de 5 a 10 blogs para homenagear, e claro avisá-los: (No final da postagem)

Também recebi o selo Sushine Award da Elis, do A Magia Real.


P.S: o selo Prêmio Sunshine Award destina-se a homenagear, premiar e reconhecer o trabalho de milhares mantenedores de sites e blogs em todo Brasil.

Regrinhas:  
#Agradecer a pessoa que te enviou: Elis, sempre se lembra de mim! Muito obrigada, flor!

#Fazer uma postagem sobre o selinho (esta aqui!)

#Passar para 12 blogs

Passo esses selos para:
Read More

Release Garota dos Sonhos



Livro: Garota dos Sonhos
Autora: Lauren Mechling
Editora: Galera Record

Claire Voyante tem tido visões desde que se entende por gente. Mas a semelhança entre seu nome e seu talento é pura coincidência. O nome é francês e, diferentemente dos médiuns na TV, nunca ajudou Claire a solucionar crimes ou conversar com os mortos. Na verdade, sempre que ela segue seus instintos, acaba se decepcionando - ou em situações bastante constrangedoras.
Novos amigos, antigas desavenças, joias estranhas e alguns sonhos sinistros em preto e branco - se Claire conseguir sobreviver ao segundo ano da escola, ela pode passar por qualquer coisa.
Read More

Caixa de Correio #6

Mostrando pra vocês os livros novos e tudo o que recebi pelo correio (mesmo que não sejam livros)! Faz umas duas ou três semanas que não conseguia tirar as fotos, então as coisas se acumularam!

Nem tudo está aí na pilha, mas mesmo assim ficou grande até!

Recebi de cortesia da parceira do blog Editora Novo Conceito, dois exemplares de O Assassinato de Jesse James pelo Covarde Robert Ford, do Ron Hansen. Um pra mim e um pra vocês de sorteio! Vem promo por aí!

 Recebi do Booksneeze: The Final Summit, do Andy Andrews, resenha aqui.

Ganhei da Revista Innovative, no concurso cultural Palavras Envenenadas. Escrevi o melhor microconto:  "Ela pegou o livro da estante ávida por conhecer os segredos que ele continha, mas ao mal abrir suas páginas o ar começa a faltar, a visão escurece, as batidas do coração param. Menina boba, um livro com tantos segredos contém sempre palavras envenenadas." Recebi também um cartão da revista e um marcador!

Recebi da autora parceira do blog Eliane Quintella, seu livro Pacto Secreto autografado e um marcador, já li e amei, Logo tem resenha no blog!

Comprei no submarino um "kit eclipse" com Eclipse e Breve Segunda Vida de Bree Tanner da Stephenie Meyer.

Também comprei no Submarino O Lírio e a Quimera: Mademoiselle de Miry e Jane Austen: A Vampira.
 Recebi um guia de viagens de Fort Myers & Sanibel em Miami.

Ganhei no Clube do Assinante Abril, em datas diferentes o especial Bizz da Lady Gaga e a 100 respostas sobre vampiros da Mundo Estranho.

Ganhei este Kit do filme Qualquer Gato Vira-Lata no Estrelando do portal R7. Vem com camiseta, convite para assistir o filme, par de adesivos e jogo de dados.

Recebi uma amostra do novo Elsève Hidra-Max. rs

Ganhei o concurso Penelope Charmosa da Todateen e ganhei este conjunto de mala e necessaire lindo! Recebi em casa, mas não consegui tirar foto!


E vocês o que têm recebido?
Read More

sexta-feira, 22 de julho de 2011

Música de Sexta - Coldplay

Então, chegou o fim de mais uma semana, e como toda sexta tem música pra vocês. No domingo passado no Fantástico, passou uma reportagem sobre a Aurora Boreal, e no fim colocaram essa música linda do Coldplay, chamada Fix You, o resultado foi que ouvi ela a semana inteira! Bom final de semana e feriado pra vocês!

Read More

O Pão da Amizade

de Darien Gee (Editora Lua de Papel)

Darien Gee fala sobre emoções humanas, acima de qualquer outro assunto. E o faz com o conhecimento de alguém que observa muito as reações das pessoas, pela maneira fácil com que descreve as cenas, gestos e sensações de suas personagens. Sua escrita é fluida, e de rápido entendimento. Ler suas frases traz uma sensação de conforto, quase como voltar para casa depois de um dia cansativo.
Todos os personagens do livro são assustadoramente reais e humanos, cada um tem seus dramas, e quando cada um deles tem sua vida tocada pelo Pão da Amizade é uma nova surpresa, e novas oportunidades que se abrem, onde antes havia apenas esperança. Entre eles Hannah, uma mulher que lida com o fim de um casamento e de sua carreira, e Madeline que toca um pequeno salão de chá enquanto remói arrependimentos. Todas elas são unidas através do Pão da Amizade.
O lugar onde se passa a história, Avalon, Illinois, é o retrato típico da cidadezinha americana, e lá cada personagem vai sendo apresentado. A historia segue contando um pouco da vida de cada um, para no fim juntar todos em uma única ação; e quando já conhecemos suas particularidades, aprendemos a ver uma união que apenas uma receita poderosa poderia criar, na história e fora dela.
As mágoas, arrependimentos tristezas, a solidão de todas as personagens vão sendo lentamente preenchidos durante um processo tão velho quanto o mundo: amassar pão.

Gostei realmente de ler este livro, e li na minha participação no concurso de resenhas da Editora Leya/Lua de Papel e da Livraria Cultura. De mais de 400 inscritos 50 foram selecionados para receber um exemplar sem revisão do livro, e fazer sua resenha. Destes 50, 30 foram premiados.
Esta resenha que você acabou de leu me deu o segundo lugar, muito feliz!

Read More

quinta-feira, 21 de julho de 2011

Água para Elefantes

de Sarah Gruen (Editora Arqueiro)

Sabe aquele tipo de história em flashback que começa hoje em dia e dai volta para o que aconteceu antes? Esse é Água para Elefantes (editora Arqueiro). Sabe aquela história que depois de terminar ainda fica com você? É, este é Água para Elefantes.
Jacob Jankowski é um senhor em uma casa de repouso para idosos, sua esposa morreu, seus filhos o procuram apenas por obrigação e a idade pesa em tudo o que se faz. Por muitos anos ele vem guardando das pessoas que o cercam um segredo de seu passado.
Jacob, em sua juventude era aluno de Veterinária quando seus pais sofrem um acidente de carro e ele fica sozinho no mundo. A família estava afundada em dívidas e não sobra nada para o jovem Jankowski. Atordoado por sua perda ele nem consegue fazer seus exames finais da faculdade, ficando assim sem diploma. Ele vaga pelas ruas até encontrar um trilho de trem, pensando o que será de sua vida agora, quando um trem se aproxima ele nem pensa, apenas pula para dentro. 

Sua surpresa é enorme ao descobrir que são vagões de um circo, o circo dos Irmãos Benzini, nesta época os grandes circos viajavam de trem. Porém Jacob começa a gostar da linda estrela do circo, Marlena, esposa de August chefe do departamento de animais. Então aparece aquela que pode salvar a o circo da falência: a elefanta Rosie, de quem Jacob ficará responsável já que é considerado o veterinário do circo.
Pode parecer que contei muita coisa da história nesta resenha, talvez até pensem que é spoiler, etc, mas não é. Isso tudo que eu contei não é nada se comparado ao contexto e a escrita fabulosa da Sarah Gruen. Sério, é o tipo de livro em que os personagens parecem pular das páginas criar vida, é uma história maravilhosa, que todo mundo deveria conhecer.

A história flui e foi muito bom escrita. As referências histórias e culturais do romance são muito boas, além de todo o mundo do circo e do espetáculo que tem muito apelo com o leitor, por que são interessantes. Os personagens são bem construídos, e você se apega a eles. Com certeza recomendo. 

O filme foi adaptado para o cinema em 2011, e teve como protagonistas Robert Pattinson, Reese Witherspoon e Christoph Waltz. Foi em sua maior parte bem fiel à história original, e soube retratar bem a rotina do circo, e as dificuldades que passam estas pessoas que vivem na estrada pelo espetáculo. O dono do circo (personagem interpretado pelo Christoph Waltz) é tão bom no filme, que chega a ser melhor que livro. Mas no geral, a história original supera a adaptação. 

Confira o trailer:


Read More

quarta-feira, 20 de julho de 2011

A Menina que Roubava Livros: 200 semanas na lista do NY Times

O livro “A Menina que Roubava Livros” (“The Book Thief”, no original em inglês), escrito por Markus Zusak e publicado no Brasil em 2007, é o mais lido pelos usuários do Livreiro desde o lançamento do site, em 2009. Foi o mais lido pelos usuários do Livreiro no ano passado e, este ano, continua encabeçando a lista, seguido por “A Cabana”, de William P. Young. Mostra números similares no Skoob.
E não é só aqui no nosso site que a obra faz esse sucesso todo. Segundo o site da editora Intrínseca, a história da garota Liesel Meminger, que se passa na Alemanha na época da Segunda Guerra Mundial e é narrada pela Morte, figura há nada menos que 200 semanas na lista dos mais vendidos do New York Times.
Segundo resenha publicada no New York Times em 2006, o livro – que pode ser lido por um público adulto ou jovem adulto – tem a capacidade de encorajar adolescentes a ler. 

Não me admira todo esse sucesso, o livro é realmente maravilhoso! Eu recomendo!

Via: O Livreiro Blog
Read More

Lonely Hearts Club

de Elizabeth Eulberg (Editora Intrínseca)

A vida de Penny Lane Bloom tem forte influência dos Beatles e, após sofrer uma decepção no amor, eles a ajudaram, de certa forma, a seguir em frente. A garota decide que não quer mais garotos em sua vida e funda o Lonely Hearts Club, do qual é, no começo, a única participante. A principal regra? Não namorar.

Aos poucos, várias garotas começam a apoiar a ideia de Penny e o clube passa a ter mais integrantes. O resultado por não ter garotos em suas vidas é que elas ficam mais unidas e fazem as coisas que desejam, sem se preocupar em agradar o sexo oposto. São amizades fortalecidas por um objetivo em comum. Porém, será mesmo que elas conseguem ficar longe dos garotos?

A história me conquistou desde as primeiras páginas e foi a minha fiel companheira por um dia inteiro. Comecei a leitura e não consegui mais parar. Após terminar, não peguei nenhum outro livro por vários dias. Adorei o ritmo e a maneira como a Elizabeth Eulberg escreve. De certa forma, ela faz com que o leitor faça parte do Lonely Hearts Club.

O desfecho já o era esperado, mas nem por isso deixou de ser interessante. Os personagens são carismáticos e não tem como não se identificar com a história. Se você está com o coração partido, bem-vindo ao clube. Mas, se você só quer uma amizade verdadeira, também seja bem-vindo. O Lonely Hearts Club lhe espera com muita diversão, Beatles, amigas e... garotos!

Ps: adivinha o que eu escutava enquanto escrevia? =)


Read More

terça-feira, 19 de julho de 2011

Release Persuasão


Livro: Persuasão
Autora: Jane Austen (SUA LINDA!)
Editora: L&PM Pocket

Anne Elliot, a heroína de Persuasão, é uma nem tão jovem solteira que, seguindo os conselhos de uma amiga, dispensara, sete anos atrás, o belo e valoroso (porém sem título nobiliárquico e sem terras) Frederick Wentworth. No entanto, o futuro sentimental e financeiro de Anne não é muito promissor, e quando o destino a coloca frente a frente com Frederick, agora um distinto capitão da Marinha britânica, reflexões, conjunturas e arrependimentos são inevitáveis.
Concluído um ano antes da morte de Jane Austen e publicado postumamente, seu último romance, que contém fortes elementos autobiográficos, aborda o risco de se dar conselhos – e de se segui-los. Com toda graça, humor, leveza, ironia e ousadia de estilo de suas obras mais conhecidas, Persuasão, originalmente publicado em 1818 num mesmo volume com A abadia de Northanger, é uma bela despedida daquela que pintou a vida e as agruras femininas em uma sociedade patriarcal como nunca antes e nunca depois.

Tenho que dizer que Jane Austen é minha autora prefrida, e fala sério, a mulher é simplesmente demais! E Persuasão é um dos melhores de seus romances (mas claro que Orgulho e Preconceito sempre vai ser meu favorito!) e fico muito feliz por a L&PM estar lançando, e espero que venham mais livros da Jane!
Read More

Just Listen: A Garota que Esconde um Segredo

de Sarah Dessen (Editora Farol Literário)

Annabel Green sempre teve uma vida boa, fazia parte do grupo de meninas mais populares de sua escola e fazia trabalhos de modelo que lhe traziam algum dinheiro e bastante visibilidade, desde que eram pequena era levada com suas duas irmãs pela mãe para trabalhos de fotoas ou comerciais. Tudo era bom até o verão em que tudo mudou. Algo aconteceu com ela em uma festa mas na verdade só ela sabe o que realmente aconteceu, que não é o que as pessoas pensam. Ela não consegue contar para ninguém a verdade, e fica como a errada de tudo. Até mesmo Sophie (e principalmente ela) sua melhor amiga deixa de falar com ela.
Sua ex-melhor amiga então cria uma campanha de difamação para destruir a sua imagem, até ela estar completamente sozinha e se ver no intervalo sentada em banco esquecido em frente ao cara que foi preso no último ano, que só fica ouvindo fone de ouvido, e sozinho assim como ela. Para piorar as coisas suas irmãs tinham ido para Nova York para trabalhar como modelos e uma delas, Whitney desenvolveu anorexia e teve que voltar para casa.
Neste contexto ela começa a ficar amiga do cara que foi preso,  chamado Owen, um DJ da rádio comunitária local. A amizade começa despretensiosa, mas vai tomando dimensão e Annabel aos poucos descobre que talvez possa contar para alguém o que aconteceu naquela noite, e esclarecer as coisas, mudar tudo o que está errado sobre o que as pessoas pensam dela. Com Owen ela aprende ainda que falar sempre a verdade não tão difícil quanto ela achava, pois mentir era quase natural para Annabel.
Amei o Just Listen (Editora Farol), acho que a Sarah Dessen (que tem um monte de livros muito bons lançados nos EUA) escreve muito bem, e principalmente entende sobre o que está estudando, como se cada cena tivesse uma base de realidade. Gostei muito do livro, e peço desculpas pela demora com a resenha, já que faz um tempo que li o livro.


Read More

segunda-feira, 18 de julho de 2011

Sobre Jane Austen

* Steventon, Inglaterra, 1775 – 
† Winchester, Inglaterra, 1817

Filha de um pastor anglicano, pertencente à aristocracia rural inglesa, encontrou, na experiência de viver em um presbitério, material suficiente para a criação de narrativas. Em sua obra, trata o cotidiano de pessoas comuns, contribuindo para dar ao romance inglês o primeiro impulso para a modernidade. Sua aguda percepção psicológica revela-se na ironia do estilo, dissimulado pela leveza da narrativa. Com temas de aparente trivialidade, criou romances de amor, construindo um mundo denso. Neles a ação, o senso cômico e a técnica do ofício oferecem um quadro de crítica social contrário à falsidade, à vulgaridade e à presunção. Sua obra mais conhecida, Orgulho e preconceito, mostra a superação das barreiras de diferença social, colocando em evidência o escasso poder de decisão concedido à mulher.
OBRAS PRINCIPAIS: Razão e sensibilidade, 1811; Orgulho e preconceito, 1813; Emma, 1816; A abadia de Northanger, 1817; Persuasão, 1818 (e Mansfield Park, né!)
JANE AUSTEN por Elizamari R. Becker
A permanência de Jane Austen junto ao público leitor pode ser explicada, em primeiro lugar, pela natureza de seu confronto com os romancistas de sua época, mostrando-se ela bastante sensível ao gosto literário em voga ao escrever A abadia de Northanger, no qual satiriza o romance gótico. Em segundo lugar, pelo caráter de modernidade conferido ao conjunto de sua obra, como resultado da escolha de temas que circulam em torno de pequenos núcleos de pessoas aparentemente comuns, em cenários também limitados, e que focalizam pequenos incidentes da vida cotidiana.
De natureza recatada, Jane Austen viveu uma vida pacata e sem grandes acontecimentos, o que lhe rendeu estudos biográficos que a apontam como contemplativa, devido à ambientação quase claustrofóbica de seus romances. Em razão disso, sua arte tem sido designada miniaturista. Suas personagens são provincianas de classe média, cuja maior preocupação parece girar em torno do casamento – casamento por amor, segurança financeira, status social –, tema que ela explora com uma ironia sutil e um humor refinado. Sua apurada visão acerca dos relacionamentos humanos, retratando com vivacidade a vida da classe média britânica do século XVIII, trouxe para sua obra de ficção uma sensível mudança na caracterização das personagens femininas. Suas heroínas são, apesar de sua condição social pouco confortável, fortes a ponto de não se sujeitarem ao que a sociedade delas espera, quando não travam uma luta íntima intensa contra os próprios sentimentos, como as heroínas em Emma e Orgulho e preconceito. Também não são belas, ou pelo menos não possuem a beleza frágil e enternecedora que a maioria das heroínas românticas normalmente exibem. Assim o são Elizabeth Bennet, de Orgulho e preconceito, cuja beleza é descrita como tolerável, e Catherine Morland, de A abadia de Northanger, descrita como “uma magricela de aparência desajeitada, pálida, de cabelos escuros escorridos e feições marcadas”.
Sandra M. Gilbert e Sandra Gubar, em seu The Madwoman in the Attic, logram aproximá-la a outras escritoras de sua época – tais como Charlotte e Emily Brontë, Mary Shelley, Emily Dickinson e outras – no maior desconforto de que compartilham: a angústia da autoria. Toda uma tradição literária que só concebia textos oriundos de uma autoria masculina e patriarcal forçou-a ao anonimato, mas não a impediu de criticar os danos causados às mulheres inseridas em uma cultura criada por homens e para homens. Esse poder econômico, social e político masculino vê-se representado em sua obra nas muitas dramatizações de como importa à sobrevivência da mulher saber angariar a aprovação e a proteção dos homens, bem como buscar aqueles que sejam mais sensíveis, embora permaneçam como representantes de toda a autoridade. Dessa forma, Austen soube representar como nenhuma outra escritora de sua época tanto o papel de subordinação da mulher na sociedade patriarcal, quanto suas restritas – ainda que existentes – ações no sentido de melhorar sua condição no cenário familiar e social.
Guia de Leitura – 100 autores que você precisa ler é um livro organizado por Léa Masina que faz parte da Coleção L&PM POCKET. 

Read More

sexta-feira, 15 de julho de 2011

Música de Sexta - Pixie Lott

Hoje vamos ouvir a baladinha Broken Arrow, da Pixie Lott, que faz parte da trilha sonora do filme A Fera (Beastly). O filme foi baseado no livro da Alex Flinn (resenha aqui). É uma música calminha, meio melosa, mas é muito bonita.  Lembrando todo mundo de passar lá na promo do blog, e  desejando um bom final de semana a todos!

Read More

A Cabana

de William P. Young (Editora Sextante)

No livro, conhecemos Mackenzie Philip, um  pai de família que teve sua história marcada pela tragédia, a infância com muito sofrimento e na vida adulta teve sua filha menor raptada, e tudo indica que ela foi também assassinada por um serial killer, que procura sempre meninhas da mesma idade e que sempre deixa uma joaninha como sua marca nos lugares dos raptos. 
Algum tempo depois, sem nunca ter encontrado o corpo de sua amada filha e vendo toda sua família se desintegrar em consequência deste fato, Mack recebe um bilhete, aparentemente de Deus, pedindo que o encontre no lugar onde foram achadas evidências do assassinato de sua menina: manchas de sangue e seu vestidinho rasgado.
Ele vai ao encontro cético, e durante todo este tempo tem duvidado de sua fé, mas receb uma lição durante o final de semana toda que vai mudar a sua vida e de sua família, que vai trazer paz onde antes havia rancor e culpa. 
Confesso que não sou muito religiosa, e nem gosto muito de livros do tipo, mas este livro me conquistou. As passagens são inspiradoras, a motivam a seguir em frente e se perdoar pelo que aconteceu no passado - não importando o que seja. Fui me envolvendo na narratica, até chegar um ponto em que rompi em lágrimas, o que nunca esperaria de um livro que fala tanto sobre a imagem de Deus. Sou mais facilmente tocada por imagens humanas, em livros de ficção comuns. Mas isto prova que a Cabana não é um campeão de vendas a toa, é um livro que mostra as piores e as melhores facetas da vida de uma pessoa, da criação de uma força maior. Acho que não é necessário acreditar em Deus, ou Jesus ou na bíblia para se sentir profundamente tocado pelas revelações detse livro.
Read More

Release Exodus

 

Livro: Exodus
Autora: Julie Bertagna
Editora: Farol (DCL)

É 2100 e o mundo como conhecemos não existe mais. As cidades estão debaixo d’água e a civilização foirevertida a um estado  primitivo. Em uma ilha isolada do norte, Mara, de apenas quinze anos, tem vontade de liderar seu povo em busca de um recomeço.
Esta história comovente e poderosa leva à reflexão sobre a crise climática que enfrentamos hoje e as relações humanas levadas ao extremo.

Read More

Hamlet em Quadrinhos

de Bruno S.R. e Sam Hart (Editora Farol Literário)

Uma das mais conhecidas tragédias do mundo, Hamlet conta a história de um príncipe da Dinamarca, que tem o pai assassinado pelo próprio irmão que casa-se com sua mãe e se torna rei. O livro original é denso e cheio de solilóquios (como o famoso "Ser ou não Ser") e personagens perturbados e obscuros. A leitura de Shakespeare sempre é difícil e muitíssimo interessante, pois sua importância para a literatura é imensurável, muitas das histórias ou passagens que hoje conhecemos provem de suas peças. Hamlet, por exemplo foi a base para o roteiro do clássico da Disney O Rei Leão. Se você comparar as histórias vai perceber.
E esta HQ em edição primorosa de Editora Farol (DCL) soube captar exatamente todos estes aspectos do clássico, nela vemos de uma maneira lindíssima as representações do fantasma, pai de Hamlet, e da atormentada Ofélia, apaixonada pelo príncipe. Os crimes tem grandes imagens na HQ, assim como tem importância na história em geral. Os diálogos foram reduzidos e simplificados, mas não perdem o seu sentido original, e permitem que a história seja entendida, mas com muito mais simplicidade. 
É uma obra para agradar a Gregos e Troianos, aqueles apaixonados pela obra do bardpo inglês, e aqueles que ainda não tiveram a oportunidade de conhecer e ler suas peças.

Duas das páginas maravilhosas da HQ:

Read More

quinta-feira, 14 de julho de 2011

7 dos magos mais poderosos da literatura

1 – Merlin: Suas primeiras aparições são em lendas do século X, e de lá pra cá, o mago atravessa gerações, e páginas literárias. Para Bernard Cornwell, em Crônicas de Artur, o mago desejava expulsar Cristãos e Saxões da Brittania. Nos romances, Merlin está

2 – Gandalf, em O hobbit, e na trilogia O senhor dos Anéis, de J. R. R. Tolkien: O cinzento tem como virtudes a compaixão e paciência. Estas virtudes o auxiliam ao longo da história ser um conselheiro dos homens e auxiliar para que a escuridão voltasse a reinar na Terra Média; (o Gandalf é mais poderoso, mais engraçado e o mago mais legal de todos!)

3 – Albus Dumbledore, em Harry Potter: É um feiticeiro clássico, além de ser mega-poderoso. Diretor de Hogwarts – A maior escola de bruxos de todos os tempos – também é o fundador da Ordem da Fênix, cujo objetivo combater o malvado Lord Voldemort;

4 – Cadellin, em A pedra Encantada de Brisingamen, de Allan Garner: O mago é poderoso, e tem de correr atrás de uma pedra que o próprio perdeu, onde está depositada a esperança de salvar o mundo.

5 – Cornelius, em O segredo da Plataforma Treze, de Eva Ibbotson: Mesmo estando quase na aposentadoria, a caquético mago ainda consegue efetuar grandes truques, e justamente por sua experiência é escolhido para a equipe de resgate que vasculha Londres atrás de um príncipe raptado.

5 – Tirésias: Um dos mais famosos magos da mitologia Greco-romana era cego, cuja fama se ampliou ao viver sete anos transformado em uma mulher;


6 – Morgana: Também habita a lenda arturiana. Nas histórias em torno do rei Arthur acreditam que Morgana fosse uma sacerdotisa de Avalon. Noutras histórias ela surge como uma forma nada agradável desejando a todo pano a poderosa Excalibur;

7 – Shamira: A feiticeira de En – Dor em A batalha do apocalipse além de ter um carisma singular, foi ao longo de sua jornada evoluindo na arte da necromancia,  de tal maneira a se tornar a mais poderosa das feiticeiras. É sem dúvida uma personagem fantástica.
 
Read More

quarta-feira, 13 de julho de 2011

The Final Summit

 de Andy Andrews (Editora Thomas Nelson)

Recebi este livro do Booksneeze para resenhar, não li o primeiro do personagem David Ponder (chamado em inglês The Traveler's Gift) , mas consegui entender bem a história, e por o livro ser em inglês. Eles não tem versão em português.
Quem nunca na vida imaginou viajar no tempo conhecer personagens históricos importantes? Acontece que muitos anos de maldades na terra terão um fim, porque o planeta vai terminar, David, o personagem principal, depois de 28 na calma e tranquilidade perde sua amada esposa Ellen, e precisa superar sua perda ao mesmo tempo em que precisa voltar a ativa para salvar o mundo, ele se encontra com um anjo, que lhe dá apenas cinco tentativas. Quem vai ajudá-lo? Resposta: Joana D' Arc, Abraham Lincoln, Winston Churchill, Rei David e George Washington. Estas mentes brilhantes, viajantes do tempo (acho que dá para traduzir assim) vão ajudar David Ponder a salvar o planeta da destruição, é a última chance. 
O livro foi com certeza bem escrito, e tem uma bela mensagem motivacional e um conteúdo inspirador, pena que não possui uma versão em português.

Now, in english:
The Final Summit, by Andy Andrews
I received this book for review from the Booksneeze site, I have not read the first book with the character David Ponder (called The Traveler's Gift), but I could understand the story.
Who ever imagined to time travel and meet historical characters? It turns out that many years of evil on earth will end because the planet will end, David, the main character, after 28 in the calm and tranquility lost his beloved wife Ellen, and to overcome his loss at the same time need to re-active to save the world, he meets an angel, which gives him only five attempts. Who will help? Answer: Joan of Arc, Abraham Lincoln, Winston Churchill, King David and George Washington. These brilliant minds, time travelers will help Ponder to save the planet from destruction, and it is the last chance.
The book was certainly well written and has a beautiful  motivational and inspirational message, pity they do not have a version in Portuguese.


Read More

Conteúdo Relacionado

© 2011 Uma Leitora, AllRightsReserved.

Designed by ScreenWritersArena